sábado, 27 de abril de 2013

ROBERTO DINAMITE

E  O  MARACANÃ  EXPLODIU !

O jovem Roberto nos juvenis...
 
... ainda sem o apelido de Dinamite.
Magro, alto e dentuço, em 1971.

O primeiro gol de Roberto, pelo campeonato brasileiro de 1971, 
contra o Internacional. Da entrada da área deu uma paulada na bola. 
O jornal dos Sports, à época, estampou "E Roberto Dinamitou o  Internacional "
Daí o apelido de Roberto Dinamite. E o garoto saiu para comemorar.
No time do Vasco, em 1972, ao lado da estrela do tri do México, Tostão.
1973, ano em que Roberto assume a titularidade do time.
Campeonato Carioca de 1973, Roberto em jogo contra o Madureira.
Roberto Dinamite marca, Amarildo vibra!
Roberto Dinamite no treino, empenho digno.
Dé e Roberto Dinamite contra o Atlético-MG.
Roberto Dinamite  e Dé ,"o aranha", dupla de ataque do Vasco.
Procópio, o veterano, Roberto Dinamite, o jovem, marcação em cima.
Roberto Dinamite contra o Internacional em 1973.
Roberto Dinamite esgotado.
O atacante forte, habilidoso e alto, assim era Roberto.
  Roberto Dinamite passa por Gérson, Zanata observa, pelo Nacional 74.
Nas finais contra o Santos, Dinamite deixou o seu.
Pelas finais de 1974, o Vasco também enfrentou o Internacional. A marcação sobre Roberto foi curta. Aqui, Pontes chega junto.
Manga quase deixa a bola escapar, perto de Dinamite.
que cabeceia e marca pelo Vasco.
Pontes arrepia, Roberto encara, jogo duro.
Alfinete e Fred se penduramo em Roberto, o Dinamite fez a diferença.
O jovem Roberto Dinamite ...
...em sua primeira final de campeonato Brasileiro, não marcou porém não ...
...tremeu e ajudou o Vasco a ser Campeão Brasileiro pela primeira vez.
Agora, estrela maior do Vasco da Gama...
Roberto Dinamite é atração em cada jogo.
Roberto Dinamite marca o gol da vitória do Vasco contra O América e classifica o time para a final contra o arquirrival, Flamengo.
Roberto Dinamite dando entrevista, vejam o gravador portátil.

FONTES DOS TEXTOS

Professor  : Eudo Robson

FONTES DAS IMAGENS

Revista placar ( Editora Abril )
Revista Lance Net
Revista Roberto

Um comentário:

  1. Muito bom , só falta ser um presidente à altura da época em que foi jogador.

    ResponderExcluir