sexta-feira, 29 de março de 2013

E PAULO CÉSAR CAJU FOI PARA O FLAMENGO

1972 - O ANO DO SESC CENTENÁRIO

E PAULO CÉSAR FOI PARA O FLAMENGO!

DESGOSTOSO COM O BOTAFOGO, QUE COLOCOU SOBRE SI TODA A CULPA DA PERDA DO TÍTULO DE 1971 PARA O FLUMINENSE, CAJU FOI PARA O MENGÃO!

Uma foto dos infanto juvenis mostra Paulo César Caju agachado. É o quarto da esquerda para a direita.

A revista Placar já anuncia o futuro duelo.

Paulo César recupera a alegria perdida.

Fio sofrendo com as brincadeiras de Paulo César.

No Flamengo, o reencontro com Zagalo, que veio do Fluminense.

E o clima com Paulo César já era diferente, aqui com o Rei Momo do Rio em 1972, na sua partida de estréia contra o Botafogo.

Antes de sua estréia, uma foto com seu ex companheiro Jairzinho.

Paulo César deu um novo ritmo ao time do Flamengo, com seu passes  ...
precisos e suas jogadas agudas, deixou a defesa botafoguense em polvorosa. 

Paulo César vestindo Flamengo.

O Time do Flamengo no início de 1972. Em pé, da esquerda para a direita, temos: Aloísio, Ubirajara Alcântara, Fred, Reyes, Liminha e Rodrigues Neto. Agachados: Mineiro (massagista), Rogério, Doval, Fio Maravilha, Paulo César Caju e Arilson.

Paulo César enfrentando a seleção da Hungria...

...aqui usndo a camisa 10. depois usaria a 11.

Paulo César conversa com a defesa do Flamengo no Pacaembu. Era o Torneio do Povo, jogo contra o Corinthians.

Paulo César ouve do banco o comando para bater o pênalti. bateria e faria Flamengo 1 x 0 Corinthians.

Paulo César atuou como um verdadeiro ponta esqurda contra o galo.

Paulo César pelo Torneio do Povo 1972.

O primeiro título de Paulo César Caju no Flamengo, o Torneio do Povo, 1972.

Paulo César e sua moda.

Realmente por onde Paulo César passava chamava atenção.

Pela seleção Brasileira em 1972, contra a seleção Gaúcha, jogo difícil.

Paulo César Caju com a camisa do Mengão.


O Flamengo, campeão da Taça Guanabara e do Campeonato Carioca, ambos de 1972; mais dois títulos para Paulo César Caju.

Paulo César Caju, e Vanderlei Luxemburgo, chegam para abraçar Doval, o Flamengo estava inspirado, 5 x 2 no Fluminense, e a taça na mão.

Vanderlei Luxemburgo e Paulo César com a taça.

Paulo César com a taça Guanabara 1972.

Assis, Paulo César Caju e Ari Hercílio durante a final do campeonato  carioca de 1972.

Paulo César feiz, vir para o Flamengo foi o melhor negócio da minha vida.

Doval e Paulo César, os grandes nomes do Mengão 1972.

Todo elenco do Flamengo campeão de 1972, Paulo César Caju no meio.

Só que no Brasileirão, o Flamengo não foi bem.

Aqui, o jogo da tragédia, Paulo César vê Jairzinho fazer um dos gols, na... 
...goleada de 6 x 0, aplicada pelo Botafogo ao Flamengo.

Mas Paulo César conseguiu se destacar no campeonato.

Rivelino e Paulo César, encontro de campeões.

Assis pula com Paulo César disputando a bola pelo brasileirão de 1972.

Luiz Carlos, Doval, Sicupira,e Paulo Cesar Caju pelo Nacional 72.

Olhos abertos , visão de jogo, Paulo César Caju.


  1973 - O ANO DE MAIS UM TÍTULO.

Só restou olhar para o futuro, o ano de 1973.

Paulo César apanhou da defesa vascaína.

Paulo César chega para treinar no maior estilo.

Paulo César se empenhou muito neste jogo levando o bicampeonato.

E o Flamengo ganha novamente a Taça Guanabara, em 1973. É o quarto título de Paulo César Caju. Em pé, da esquerda para a direita: Renato, Moreira, Fred, Chiquinho e Rodrigues Neto. Agachados: Vicentinho, Paulo César Caju, Dario, Doval e Arilson.

Nei Conceição, Paulo César e Scala, pelo carioca de 1973.

Paulo César disputa a bola com Seep Mayer.

Jairzinho, Rivelino e Paulo César Caju, o esteio da nova Seleção Brasileira de 1973, durante uma excursão.

O russo adianta a bola e domina Paulo César Caju.

Paulo César contra Fábio Capello.

A excursão deu muitos problemas para a Seleção Brasileira.

Contra a Áustria, Palhinha e Paulo César Caju.

A marcação sueca foi eficiente diante de Paulo César Caju.

Paulo César Caju acabou criticado, assim como toda seleção Brasileira.

Neneca e o América Mineiro deram trabalho ao Flamengo do Paulo César

1974 - O ÚLTIMO ANO NO FLAMENGO 

Começam os preparativos para a copa do mundo da Alemanha 1974

Brasil x Bulgária, jogo ruim, Paulo César não conseguiu vencer seus marcadores com facilidade.

Paulo César Caju no Maracanã nos preparativos para copa.

1974, jogo preparativo para copa do mundo da Alemanha, Brasil x 

Bulgária, Paulo césar Caju recebe marcação em cima da zaga Búlgara, 

escorrega, mas, consegue se levantar e dar continuidade a jogada.

Paulo César, com a camisa 10 da Seleção, no jogo contra a Bolívia, nos preparativos para a copa 74 na Alemanha.

Paulo César Caju tomando um Chá, na concentração do Brasil na Alemanha, em 1974.


Paulo César se distrai num intervalo entre os treinos.


Paulo César Caju treina cobranças de faltas.

Paulo César Caju recebeu propostas e decidiu seu futuro.



















E PAULO CÉSAR CAJU NUNCA MAIS VOLTARIA AO FLAMENGO, FOI JOGAR NA FRANÇA, NO PARIS SAINT GERMAN.

FONTE DOS TEXTOS 

Professor Eudo Robson

FONTE DAS IMAGENS

Agência O Globo
Revista Placar ( Editora Abril )
Filme Fifa
Agência Estadão
Revista O Cruzeiro
Universo do futebol/Prof. José Dias
Revista Veja (Editora Abril )